Logística e Transporte

Uso de tecnologia na indústria. O que deve ser levado em conta?

Será cada vez mais comum ver equipamentos com tecnologia de ponta em empresas dos mais variados setores, mas os riscos ainda existirão.
5 de março de 2021
Uso de tecnologia na indústria. O que deve ser levado em conta?

Equipamentos e máquinas móveis que hoje são usados em empresas de construção, energia, agricultura, mineração e logística, entre outras, estão migrando rapidamente para novas tecnologias, como as redes 5G e a Internet das coisas. Isso resultará em maior eficiência. No entanto, há desafios a serem considerados.

A ideia de investir em máquinas é fazer trabalhos com maior qualidade, de forma mais rápida e com um custo-benefício atraente.

De acordo com a última edição do Ericsson Mobility Report, quatro em cada 10 assinaturas de celular em 2026 serão 5G com previsões de 3,5 bilhões assinaturas no serviço. O 5G oferecerá não apenas uma rede mais confiável, mas também extremamente segura para a Internet das Coisas, integrando a segurança da informação à arquitetura da rede principal.

Isso possibilita conexões sem fio de um grande número de dispositivos de maneira segura e econômica, inclusive de equipamentos em obras ou que operam na produção agrícola, que podem ser controladas virtualmente e à distância.

Será cada vez mais comum vermos equipamentos e máquinas móveis conectados à internet, lançando dados em tempo real e, portanto, mais sofisticados e eficientes, embora os riscos de acidentes, falhas e furtos estejam presentes. “Diante de temas altamente especializados relacionados ao seguro de equipamentos, aspectos técnicos do negócio e o alto custo que a perda destas máquinas pode ter, a recomendação é procurar especialistas, com o objetivo de que seu equipamento esteja devidamente segurado e protegido”, afirmou Leonardo Fantini, diretor regional de Seguros de Transportes da AIG para a América Latina.

Atualmente, boa parte das indústrias, como construção, energia, agricultura, mineração, logística, entre outras, tem exposição a equipamentos como escavadeiras, plantadeitras, colhetadeiras, tratores e muitas outras. A ideia de investir em máquinas é a mesma: fazer trabalhos com maior qualidade, de forma mais rápida e com um custo-benefício atraente.

Embora a aquisição de equipamentos traga benefícios, os riscos e responsabilidades que estão sendo adquiridos devem ser levados em consideração.Não é de se estranhar que a tecnologia de ponta seja importada, tornando sua substituição ou reparo, na maioria das vezes, cara.

Também existem riscos que vão desde danos por colisão, passando por roubo total ou parcial, até erros humanos – pelo operador da máquina – que terminam em acidentes.Cenários adversos, em caso de acidentes ou avarias, podem levar à perda de equipamentos, que se traduz em perda de dinheiro, a paralisação total de uma empresa, por falta de ferramentas de trabalho, e pedidos de indenização ou danos a terceiros. “A apólice de seguro de equipamentos móveis não cobrirá apenas os custos de reparo ou troca do equipamento, mas também trará cobertura adicional de responsabilidade civil contra terceiros, como sinistro emergencial por danos”, disse Fantini.

Quer saber mais? Pergunte ao seu corretor sobre um Seguro de Equipamentos de Linha Amarela ou Verde da AIG ou entre em contato conosco aqui.

Leia também:

Aumento no transporte de cabotagem no país reflete no número de incidentes com embarcações 

Riscos ambientais: o que são, tipos e como se prevenir?