Nem sempre onde há fogo, há um sprinkler

08 Mar 2019 | 2 min leitura

Incêndios, a não ser quando causados por fenômenos da natureza, são decorrentes de uma ou mais falhas humana, material ou de ambas, e em sua grande maioria, poderiam ser evitados. Uma maior conscientização das pessoas sobre a importância de procedimentos seguros, revisões periódicas de instalações e equipamentos, além da utilização de sistemas eficazes de segurança para controle do risco de ocorrências dessa natureza são itens que minimizam muito os riscos e as consequências. No Brasil, segundo o Instituto Sprinkler Brasil, mais de 500 ocorrências de incêndios estruturais no País foram noticiadas pela imprensa em 2018, a grande maioria em estabelecimentos comerciais como lojas, shoppings centers e supermercados e depósitos, seguidas de hospitais, hotéis, escolas, prédios públicos e museus, entre outros.

Ao falar de prevenção de incêndios, é fundamental ter consciência das consequências que este tipo de acidente pode ter e dos riscos que um negócio pode correr. Nos referimos aqui não apenas a danos materiais e à interrupção de atividades, mas também de indenizações por danos morais e corporais, além de outros, causados no entorno do ocorrido, caso o fogo se alastre, por exemplo.

Como avaliar o risco de incêndio do meu negócio?
Ao avaliar o grau de risco de seu estabelecimento, como você o classificaria? O quanto você está ciente das ameaças “não-aparentes” do seu estabelecimento? Ele possui um projeto anti-incêndio que proteja a vida dos seus clientes e funcionários, impeça a rápida propagação do fogo, proporcione meios de controle e extinção das chamas e facilite as condições de acesso para o Corpo de Bombeiros?

Abaixo, listamos os principais pontos de atenção para você saber como anda a prevenção a incêndio do seu estabelecimento e o que ainda precisa ser feito para minimizar os ricos à sua segurança, de funcionários e clientes ou frequentadores:

Construção: os revestimentos do edifício não são combustíveis e estão de acordo com as normas de prevenção e combate a incêndios homologadas pelo Corpo de Bombeiros? Como está o estado de conservação de toda a estrutura? Há isolamento vertical para evitar que o fogo suba para andares superiores?

Rede elétrica e equipamentos: as instalações passam por vistorias periódicas? E os equipamentos? É bom lembrar que as maiores tragédias ocorridas no País no último ano, sejam elas com perdas de vidas ou de patrimônio, foram causadas por curto-circuitos em aparelhos de ar-condicionado ou fiação exposta, por exemplo.

Alarme e brigada de incêndio: em caso de emergência, há alarmes em funcionamento? Seus colaboradores estão preparados para evacuar o local se houver incêndio? Você possui um time de brigada de incêndio? Coisas simples, como telefones de emergência e extintores de incêndio estão em locais de fácil visualização? Há rotas de fuga devidamente sinalizadas e em quantidade adequada?

Sistemas de proteção: seu estabelecimento possui hidrantes, bombas de incêndio e sprinkler, dispositivo que libera água em caso de temperaturas elevadas?

Inspeção periódica: você possui o certificado emitido pelo Corpo de Bombeiros que ateste a existência e o funcionamento dos dispositivos contra incêndio? 

Seguro contra incêndio:. Você contratou uma apólice de seguro adequada? O seguro é um investimento para o seu negócio. Contar com a expertise de profissionais qualificados para a identificação dos riscos pode ajudar a elaborar uma apólice com coberturas específicas para a sua instalação. O time de Engenharia de Riscos da AIG, por exemplo, trabalha tanto na vistoria de instalações para que sejam analisados os riscos na hora da contratação do seguro, quanto na educação dos segurados para prevenção de acidentes.

Se você respondeu sim para todas as questões acima, você está de parabéns e tem menos chances de vivenciar uma situação de incêndio. Mas, se ainda assim, um acidente ocorrer, certamente você estará protegido. Ainda não tem um seguro para resguardar o seu patrimônio? Entre em contato com o seu corretor de seguros ou com os especialistas da AIG e descubra a forma mais eficiente de proteger o seu negócio.

Comentários

I - Os seus comentários estão sujeitos à moderação do nosso time editorial, que se reserva no direito de deletar comentários ofensivos, descriminatórios e não pertinentes à temática do canal de comunicação.
II - Comentários relacionados à cotações, apólices e serviços prestados pela AIG serão direcionados para a área de Atendimento ao Usuário que tomará as tratativas de cada caso.

 Comentar

  • Fabio Izelli

    Postado há 2 mêses

    Muito boa essa entre outras iniciativas da AIG, com informes, lembretes e DIVERSAS Informações Realmente Uteis, Parabéns e vamos fazer mais negocios juntos,

Materiais Relacionados




Tags

Últimas postagens