Os incidentes mais improváveis que podem comprometer o seu negócio

Durante minha carreira, acompanhei grandes acidentes com impacto direto a empresas, pessoas e ao meio ambiente, como incêndios em hidrelétricas, rompimento de barragens e até a passagem de um furacão, o Maria, que atingiu Porto Rico, em 2017. Minha missão como regulador de incidentes como estes é ajudar os empresários e a sociedade a reconstruir e garantir a continuidade de seus negócios. Neste período, pude observar diversos incidentes que acabaram comprometendo, e muito, as empresas com perdas enormes. Conto abaixo algumas situações que às vezes passam despercebidas pelos empresários, mas que podem causar grandes prejuízos e deixo também algumas dicas para diminuir o risco da sua empresa.

Apesar de a legislação ser clara e considerar que soltar balões é crime, ainda há quem insista nessa prática, principalmente na época de festas juninas. O que podemos ter como resposta? Incêndios em casas, galpões, fábricas e outros estabelecimentos e a consequente destruição de um patrimônio. Além de acidentes como esse, causados pela ação do homem, outros, que fogem ao controle do ser humano, também podem nos pegar desprevenidos e causar um prejuízo enorme. Vendavais, ciclones tropicais e chuvas de granizo são alguns exemplos. E quem poderia imaginar que ocorreriam? Pois é. Ainda mais em tempos de mudanças climáticas é melhor se precaver!

Lembro-me bem de alguns casos inusitados ocorridos nos últimos anos: uma montadora de veículos que perdeu dezenas de carros estacionados no pátio, por conta de uma chuva de granizo, ou de áreas comuns e lojas destruídas em um aeroporto por conta de um tornado.

E o que fazer com ações que fogem ao nosso controle? Além de ter uma equipe treinada para saber como agir nessas situações, é importante se prevenir com a contratação de um seguro que proteja seu patrimônio para situações assim. Existem seguros e coberturas específicas que resguardam não apenas a perda material causada por um desses incidentes, mas também o lucro que uma empresa deixa de gerar durante o período de reconstrução. Imagine uma fábrica perdendo parte ou toda a sua produção e os seus lucros por ficar impossibilitada de operar em razão dos danos decorrentes de um sinistro. 

Por isso, é sempre bom avaliar os riscos aos quais o estabelecimento está submetido e contratar uma apólice à altura, sendo fundamental que o seguro contratado atenda às necessidades da empresa, devendo-se observar a abrangência das coberturas oferecidas e excludentes previstas.

Nós da AIG estamos presentes a mais de 100 anos no mundo e 70 anos no Brasil, respaldando empresas nos momentos mais desafiadores. Me orgulho em poder contribuir e levar a nossa experiência e o conhecimento técnico sobre riscos a fim de garantir o crescimento sustentável do seu negócio.

Contate seu corretor e pergunte sobre as soluções da AIG para os riscos da sua empresa. Ele é a melhor pessoa para orientá-lo sobre a contratação mais adequada.

Por Salvador Giuliano, especialista em sinistros complexos na AIG

Comentários

I - Os seus comentários estão sujeitos à moderação do nosso time editorial, que se reserva no direito de deletar comentários ofensivos, descriminatórios e não pertinentes à temática do canal de comunicação.
II - Comentários relacionados à cotações, apólices e serviços prestados pela AIG serão direcionados para a área de Atendimento ao Usuário que tomará as tratativas de cada caso.

 Comentar

  • Nenhum comentário, seja o primeiro!

Materiais Relacionados




Tags

Últimas postagens