Agronegócio

Poluição hídrica: o que é e quais as suas consequências?

Empresas devem investir em programas de prevenção aos riscos ambientais
31 de março de 2022
Poluição hídrica: o que é e quais as suas consequências?

A água é um recurso natural fundamental para a existência humana. Porém, sua quantidade vem diminuindo consideravelmente ao longo do tempo devido à falta de cuidados na sua preservação. Apesar de importantes avanços nos últimos tempos, com a adoção de leis e políticas de conscientização que visam coibir a poluição de rios e mares, além da modernização da produção industrial, a poluição hídrica ainda é um problema no mundo todo.

A maior parte das indústrias, independentemente do segmento de atuação, utiliza água em seus processos produtivos e, por essa razão, deve tratá-la antes de devolvê-la ao meio ambiente. A parte líquida dos resíduos de determinado processo é denominada efluente. Para o tratamento dos efluentes, normalmente se utilizam as ETEs (Estações de Tratamento).

Apesar do monitoramento permanente, os riscos existem. Por exemplo, em época de chuvas fortes e constantes, pode haver transbordamentos e contaminação do entorno, além de vazamentos em tubulações que fazem parte das estruturas de tratamento e encaminhamento de efluentes, e que também podem causar acidentes ambientais.

Considerado um grave problema socioambiental, a poluição hídrica ainda é um tema de crescente preocupação para as empresas atualmente, principalmente quando se fala de questões ambientais e do conceito ESG (Ambiental, Social e Governança, na tradução do Inglês).

O que é poluição hídrica?

Conhecida também como poluição das águas, a poluição hídrica é a poluição ou contaminação de mares, rios, lagos, nascentes, oceanos e córregos. As causas vão desde o vazamento de materiais contaminantes em rios, mares e lagos, até o descarte irregular de resíduos e efluentes diretamente nesses locais, o que acaba comprometendo as condições das águas e, por consequência, afetando a saúde de pessoas, animais e vegetais em diversos lugares.

Uma fotografia de uma saída de esgoto para a água

Quais são as principais causas da poluição hídrica?

O ser humano é o maior causador da poluição hídrica, sendo que as maiores fontes de contaminação e poluição são:

Atividades industriais

Esse tipo de atividade é responsável por gerar inúmeros tipos de resíduos poluentes, que acabam despejados em rios, lagos e mares, como por exemplo a exploração petrolífera, que pode gerar desastres ecológicos irreparáveis caso haja vazamento de petróleo no mar.

Uma fotografia de um córrego poluído

Atividades domésticas

A contaminação da água pode ocorrer de diversas maneiras, seja pela utilização de detergentes que intensificam o desenvolvimento de algas e fitoplâncton, que ao morrerem acabam com a oferta de oxigênio. Outra forma de contaminação é através dos resíduos de lixões a céu aberto, aterros sanitários mal instalados, lançamentos de esgoto doméstico de maneira irregular, pela infiltração do chorume no lençol freático, e a falta de saneamento básico.

Atividades agrícolas

Nos pesticidas e fertilizantes existem substâncias que podem ser dissolvidas na água/chuva, que ao infiltrar o solo e atingir o lençol freático podem causar grandes impactos ambientais.

Contaminação através de resíduos de cadáveres

O necrochorume é composto pelos restos do corpo que está em processo de decomposição. A contaminação pode ocorrer através desse resíduo infiltrado pelo solo.

Uma fotografia de garrafas poluindo uma água

Quais são as consequências da poluição hídrica?

Com o crescimento da população mundial, o aumento do processo de industrialização e o surgimento de novas técnicas de plantio no campo, também se agravou a poluição nas reservas hídricas, causando maior escassez desse recurso em situações nas quais a água poderia ser reaproveitada.

A poluição das águas traz consigo diversas consequências, como doenças que podem ser causadas pelo consumo ou exposição a recursos contaminados, a contaminação do ambiente para a vida aquática, animais, plantas e para as próximas gerações e o processo de eutrofização, que é ocasionado pelo excesso de matéria orgânica proveniente dos esgotos.

Além disso, na ocorrência de um acidente ambiental, a depender da geologia, hidrogeologia, bem como volume e características do contaminante, pode haver contaminação do lençol freático, gerando a necessidade de processos de remediação ambiental, a depender das características técnicas do caso, e ainda, podendo também afetar as comunidades próximas, causando danos corporais e materiais aos moradores.

Por isso, as empresas devem investir em programas de prevenção ao risco ambiental.

Como se prevenir da poluição hídrica?

Os incidentes custam caro à natureza. E não estar preparado para ações emergenciais diante do ocorrido pode colocar por água abaixo o caixa de uma empresa, com prejuízos financeiros severos. Daí a necessidade de contratação de seguros específicos para situações de poluição ambiental.

Uma fotografia de embarcações no mar

Por isso, as soluções para riscos ambientais da AIG, referência global em seguros diversos, oferecem proteção contra possíveis incidentes em operações comerciais, industriais, infraestrutura, transporte, obras e prestação de serviços.

Confira abaixo os principais seguros da AIG neste segmento:

Seguro Ambiental Infraestrutura

Voltado ao segmento de infraestrutura, o Seguro Ambiental Infra da AIG oferece coberturas para casos de incidentes e poluição ao meio ambiente abrangendo todas as etapas de obras, operação e manutenção (O&M) em um único produto.

Seguro Ambiental Obras e Prestação de Serviços

Gerenciar exposições em obras pode ser algo complexo. Dentre vários outros, os riscos ambientais neste segmento podem representar prejuízos de grandes proporções. O Seguro Ambiental Obras AIG protege as empresas contra reclamações por danos ambientais, pessoais, materiais e custos de limpeza (remediação) decorrentes de condições de poluição causadas enquanto trabalham em locais de terceiros, inclusive obras.

Seguro Ambiental Operações Comerciais e Industriais

O seguro ambiental de operações comerciais e industriais acontecem falhas e incidentes em instalações como edifícios comerciais e indústrias podem gerar casos de poluição ao meio ambiente. O Seguro Ambiental AIG para Instalações Fixas permite ao segurado esquematizar um programa adequado para os riscos ambientais de suas operações.

Seguro Ambiental de Transporte

Com a maior parte das cargas transportadas pela via rodoviária é um desafio estar à frente do negócio de transportes no Brasil. A cada vazamento ou tombamento de carga, diversos impactos ambientais podem correr, englobando contaminação do solo, das águas de superfície e lençóis freáticos, entre outros.

O Seguro Ambiental Transportes AIG foi desenvolvido especialmente para riscos relacionados às atividades de transporte de mercadorias e resíduos, oferecendo cobertura para possíveis danos que uma carga, seja ela perigosa ou poluente, possa causar ao meio ambiente.

Para mais informações e dicas sobre o assunto, você pode baixar gratuitamente o E-Book “Guia de avaliação de riscos ambientais para as empresas”.

Leia mais artigos em nosso blog: