Indústria

O que são riscos reputacionais? Entenda sua importância

Possuir um bom planejamento estratégico é primordial para manter a reputação da organização
15 de fevereiro de 2022
O que são riscos reputacionais? Entenda sua importância

Com o avanço tecnológico e a praticidade que é ter um smartphone em mãos, se tornou mais fácil o acesso às informações e marcas. Hoje a vitrine do seu negócio pode tranquilamente ser através da internet, podendo alcançar milhões de pessoas em todo o mundo. Mas toda essa visibilidade e alcance podem ter grande impacto para a gestão do risco reputacional.

A reputação de uma empresa é o que a move, sendo fundamental para mantê-la de pé e muitas vezes o risco reputacional não está presente no escopo dos gerenciamentos de crises e riscos das organizações, sendo esse um dos maiores erros.

Vivemos na era digital, na qual uma comunicação, fala ou colocação errada é capaz de acabar com a reputação de uma grande organização em pouquíssimo tempo. Por isso, é fundamental possuir uma gestão qualificada para risco reputacional.

O que é risco reputacional?

O risco reputacional pode acontecer de diversas maneiras, seja por meio de eventos internos ou externos, que vão desde uma ação da organização ou funcionário que possa prejudicar e manchar a sua reputação no mercado e na mídia, até a divulgação de notícias que afetem negativamente à empresa, como fraudes.

Quais são os tipos de risco reputacional?

Uma fotografia de um homem utilizando o computador.

Transparência, honestidade e ética são fundamentais para se ter uma boa reputação e para construí-la é necessário muito trabalho e alinhamento de ideias, princípios, comportamentos e valores dentro e fora da organização, ou seja, não somente entre funcionários, gestores e diretores, mas também entre fornecedores e equipes parceiras.

Em muitas situações, o risco reputacional e as crises podem ser evitadas através de um bom planejamento e estratégias de mitigação. Por isso, é fundamental que haja uma preparação prévia da gestão de riscos, de maneira que sejam realizados mapeamentos de possíveis riscos e soluções.

Confira abaixo tipos de risco reputacional:

Ética e integridade

Eventos de corrupção, violação ética, fraudes, subornos e desvios de dinheiro são situações que podem acabar com a reputação de uma empresa.

Produtos e serviços

Uma empresa que vende produtos e serviços de baixa qualidade ou que possui grandes falhas, de maneira a oferecer riscos à saúde de terceiros e ao meio ambiente.

Segurança e privacidade

Uma fotografia de um cadeado digital.

O vazamento de dados pessoais é um forte fator de risco à reputação da organização, pois as pessoas perdem a confiança de fornecer seus dados, uma vez que não há proteção.

Social

O relacionamento, a abordagem e a comunicação entre o cliente e a marca podem afetar a reputação da organização.

Posicionamento

Diversidade, representatividade, igualdade de gênero, inclusão e sustentabilidade são pautas muito discutidas atualmente. Por isso, o posicionamento da organização e de seus membros sobre esses temas também pode impactar a reputação da empresa.

O quão prejudicial pode ser o risco reputacional para sua empresa?

Existem centenas de situações internas e externas possíveis que ameaçam a reputação de uma empresa. Por isso, os riscos reputacionais precisam ser considerados, pois basta uma crise para acabar com a reputação e com a imagem da empresa.

Quais são os responsáveis pela reputação da empresa?

Muitos acreditam que a reputação é apenas a imagem da marca. Porém, a reputação de uma empresa é construída ao longo de anos, por meio das ações e percepções que o público, tanto interno quanto externo, tem sobre a organização.

Proteja sua empresa do risco reputacional

Uma fotografia de um mão segurando uma pilha de peças.

Identificar e avaliar possíveis riscos é fundamental para preveni-los e saber como agir caso ocorra uma crise de fato. Contar com um bom planejamento estratégico e ações adequadas é primordial para mitigar a situação. Veja como gerenciar riscos reputacionais:

Identifique e classifique os riscos

Avalie toda e qualquer possível situação que possa se tornar um risco ou crise para a empresa, seja no ambiente físico ou digital.

Saiba quem são seus stakeholders

Conhecer seus stakeholders e entender suas expectativas.

Valorize o ESG

Fundamental nas organizações, a sigla significa em português – Ambiental, Social e Governança, tratando de assuntos relevantes e que moldam a reputação da empresa.

Seja estratégico

Entenda sobre o seu negócio e os riscos que ele possui para elaborar a estratégia mais adequada em caso de crise.

Avalie os fornecedores e parceiros

Para muitos clientes, os fornecedores, parceiros e empresas terceirizadas são uma extensão da organização. Pensando nisso, realize a homologação de fornecedores, de maneira a garantir que os mesmos são aptos para atender e desenvolver as demandas e prosseguir com uma operação transparente, ética e responsável.

Monitore sua reputação

Monitorar a percepção da marca é fundamental em um gerenciamento de risco de reputação. Monitore as opiniões de clientes, funcionários, fornecedores e os demais públicos.

Como o seguro pode proteger dos riscos reputacionais?

Empresas podem sofrer com riscos antes, durante ou depois da prestação de um serviço ou oferta de um produto. Ainda mais, há leis que obrigam empresas a assumir a responsabilidade por danos causados por seus produtos ou na prestação de serviços a terceiros, o que pode comprometer a continuidade do seu negócio.

Referência global em seguros de diferentes segmentos, a AIG possui o Seguro de Responsabilidade Civil Geral , que oferece coberturas contra diversos tipos de prejuízos e danos a terceiros que uma empresa está sujeita, desde modalidades básicas a apólices combinadas que contemplam o universo de atuação corporativo.

Seguro D&O

Já o Seguro D&O (Directors & Officers, na sigla em inglês) é uma modalidade de seguro que visa garantir a tranquilidade e proteção para executivos e administradores de empresas. Diretores e administradores possuem grandes responsabilidades na gestão de empresas, podendo ser responsabilizados por seus atos de gestão. Mundialmente, a lei prevê a responsabilização, civil ou criminal, de diretores e administradores que causaram danos durante a sua gestão na empresa.

Porém, a questão é bem mais complexa do que parece e envolve diversos fatores. Por isso, empresas e executivos devem estar cada vez mais atentos a isso para se proteger de eventuais problemas. Para auxiliar na prevenção desses riscos, existe o seguro de D&O, garantindo cobertura para processos judiciais, administrativos oesgu arbitrais relacionados a atos de gestão de executivos.

Seguro Cibernético

Existe também o Seguro Cibernético, que é um protecional adicional às empresas, uma apólice que visa amparar perdas financeiras decorrentes de ataques virtuais maliciosos, ou mesmo de incidentes decorrentes de erros ou negligências causados internamente na companhia, que resultem em vazamento de dados e outros danos ligados ao sigilo da informação. A AIG foi pioneira, sendo a primeira seguradora a oferecer o seguro cyber no Brasil, em 2012.

Para saber mais sobre o tema, ouça o episódio do Podcast Negócio Seguro AIG Play sobre tendências de riscos emergentes.

Leia mais artigos em nosso blog: